Se você é fumante, já deve ter passado pela experiência de descobrir as formas mais eficientes de conservar o fumo — e talvez tenha até passado uns maus bocados ao perceber que guardou o tabaco de maneira incorreta.

Seja para durar mais tempo ou para manter as características essenciais de cada tipo de tabaco, o armazenamento garante que você aproveite todas as características do produto e possa desfrutar do fumo com muito mais qualidade.

Se está começando a descobrir esse universo da conservação e do armazenamento do fumo, vale a pena conferir algumas dicas que vão facilitar o manuseio e a conservação correta. Afinal, ninguém merece fazer um investimento e não conseguir usufruir dele por puro descuido, não é?

Selecionamos algumas dicas para que você guarde e conserve o seu fumo por muito mais tempo. Confira!

1. Guarde em local fresco e sem variação de temperatura

É preciso tomar algum cuidado ao armazenar o fumo, principalmente no que diz respeito à temperatura. O ideal é utilizar frascos que conservem o fumo quase que a vácuo. Quanto mais bem fechadas forem as embalagens de conservação, mais tempo o tabaco vai durar.

Por isso, aposte nos vidros que contenham borrachas isolantes e que deixem o conteúdo bem protegido da temperatura externa. Isso garante que o fumo não fique seco demais nem que adquira umidade, o que, em geral, facilita a proliferação de fungos e bactérias.

2. Evite misturas entre fumo de tabaco e de maconha

Independentemente do tipo de fumo, procure armazená-lo separadamente, utilizando os frascos que comentamos no item anterior. Procure esterilizar esses frascos, lavando-os com água quente e, em seguida, secando com papel toalha. Quando estiverem limpos e secos, guarde dentro deles o seu fumo.

3. Não misture tabaco com cachimbo

Também vale a pena observar o armazenamento dos cachimbos e dos charutos. Por mais que deixar tudo no mesmo lugar facilite na hora de fumar, é melhor evitar deixá-los junto ao fumo.

Cachimbos e charutos acabam “roubando” a umidade do tabaco e podem acabar modificando o seu aroma por conta do material com que são feitos.

4. Evite guardar os fumos perto de perfumes e desodorantes

Vai guardar os frascos no armário? É melhor deixá-los longe de perfumes e desodorantes. Isso porque esses produtos costumam “contaminar” os fumos, deixando-os com cheiro diferente do normal.

Uma das melhores coisas no tabaco ou na maconha é o cheiro. Não deixe que esse prazer se perca por conta de um descuido!

5. Não reaproveite frascos de alimentos para conservar o fumo

Da mesma forma que acontece com os perfumes, alimentos e temperos também podem deixar o cheiro nos frascos, mesmo que você os esterilize e lave muito bem. Por isso, não reutilize frasco nenhum para guardar os fumos, ok?

E aí? Está se sentindo mais seguro para guardar e conservar o fumo? Se você ainda tiver alguma dúvida sobre esse assunto ou se quiser contar a sua experiência com o armazenamento e a conservação do seu tabaco, deixe um comentário neste post!